Instituto Fraunhofer IVV desenvolve ingrediente de soja com maior redução de alergenicidade

11.4.2019

De acordo com dados informados pela ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia) estima-se que as reações alérgicas alimentares ocorrem em cerca de 6 a 8% das crianças com menos de 3 anos de idade e 2 a 3% dos adultos. Dentre os produtos que mais aparecem como causadores de reações alérgicas está a soja, que é muito utilizada como ingrediente para alimentos em geral. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Fraunhofer de Engenharia de Processos e Embalagens IVV desenvolveu um novo ingrediente a base de soja com redução de 60% do potencial alergênico.

Foto: ITAL

Durante os trabalhos de pesquisa, os cientistas do IVV desenvolveram um processo fermentativo e enzimático que não somente foi capaz de reduzir em 60% o poder alergênico da soja, mas também foram capazes de melhorar as propriedades técnicas, funcionais e sensoriais do produto final, em comparação com produtos encontrados hoje no mercado.

O novo isolado proteico de soja foi desenvolvido após 5 anos de estudos realizados por pesquisadores do Fraunhofer IVV em parceria com as Faculdades de Medicina de Berlin e Leipzig. O ingrediente encontra-se em fase de prospecção de mercados e ainda não está sendo produzido comercialmente. 

Essa nova tecnologia na área de alimentos foi testada pela primeira vez no Brasil pela Instituto Tecnológico de Alimentos ITAL. De acordo com a Dra. Elizabeth Nabeschima, responsável pelos testes, as propriedades funcionais apresentadas pelo isolado diferenciam-se dos isolados existentes no mercado, fazendo com que a gama de aplicações, como estabilizante em produtos de panificação e emulsões, se torne bastante interessante e promissora.

Segundo o coordenador de projetos do Centro de Projetos Fraunhofer para Inovações em Alimentos e Biorecursos (FPC), Eng. Alexandre Martins, a pesquisa baseou-se principalmente no melhor conhecimento sobre a estrutura da proteína da soja, receptores alergênicos e principalmente no profundo entendimento sobre o sistema imunológico e a consequente formação de anticorpos imunoglobulina (IgE) no corpo humano, que ocorre ao se consumir produtos que contém soja.

A cooperação entre Fraunhofer/ITAL

Desde 2013, Instituto Fraunhofer IVV mantém parceria técnica com o Instituto de Tecnologia dos Alimentos e neste âmbito foi estabelecido nas instalações do ITAL, na cidade de Campinas, o Centro de Projetos Fraunhofer para Inovações em Alimentos e Biorecursos (FPC). O maior objetivo do FPC foi de centralizar e promover a cooperação técnica e o intercâmbio científico entre ambas instituições, outros institutos da APTA, empresas e demais instituições de ensino e pesquisa a nível nacional.